O Experimento de Redi foi o primeiro a tentar descartar a Abiogênese

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Há muito tempo atrás as pessoas achavam que os seres vivos surgiam de forma espontânea da matéria sem vida. No entanto, o experimento de Redi foi o primeiro a tentar derrubar esse pensamento.

Atualmente é fácil considerarmos essa ideia atrasada. Isso porque, hoje em dia, conhecemos o processo de reprodução dos seres.

Imagina você em 1626, ao ver criaturas vermiformes sobre um animal sem vida. O que você pensaria? Que essas criaturas surgiram ali de forma espontânea através da transformação da matéria em decomposição?

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Provavelmente, sim! Pois bem, essa era a ideia central da teoria da geração espontânea, ou teoria da abiogênese.

Nesse artigo, vou te mostrar como o cientista e médico, Francesco Redi, colaborou com o início da queda da abiogênese através de seus experimentos.

Então, vem comigo!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

O Experimento de Redi x Teoria da Geração Espontânea

O experimento de Redi foi fundamental para rejeitar a teoria da abiogênese.

Juntamente com os experimentos de outros cientistas que vieram depois, como Spallanzani e Pasteur, as experiências de Francesco Redi (1626-1697) forneceram as primeiras evidências de que os seres apenas surgem a partir da reprodução de seres de sua mesma espécie.

Esse pensamento deu origem a teoria da biogênese.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Então, ao observar seres vermiformes nas carnes de animais em putrefação (decomposição) ele construiu sua hipótese de que essas criaturas eram, na verdade, larvas de moscas.

E as larvas são um estágio imaturo ou intermediário do ciclo de vida das moscas. Portanto, essas larvas nasciam de ovos colocados por moscas e não por geração espontânea, como a maioria das pessoas acreditava.

Francesco Redi foi o primeiro a usar os procedimentos modernos da ciência.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Desse jeito, Redi elaborou uma hipótese e depois uma dedução a partir de sua hipótese.

  • Hipótese de Redi – “Vermes” surgem dos ovos colocados por moscas;
  • Dedução a partir da hipótese – “Criaturas vermiformes” não vão aparecer se as moscas forem impedidas de pousarem na carne.

Assim sendo, Redi construiu seu famoso experimento. Ele distribuiu animais em decomposição em diversos frascos grandes de boca larga.

Alguns destes ele vedou com gaze fina para impedir a entrada de moscas e deixou outros abertos. E o experimento aconteceu por vários dias.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Adivinhe em qual frasco surgiram larvas? Se você disse, o que ficou aberto, então acertou!

No frasco que ficou aberto por vários dias, as moscas podiam entrar e sair quando quisessem, e assim, depositaram ovos dos quais nasceram as larvas que se alimentavam da carne em decomposição.

Já os frascos que ficaram tapados com a gaze, as moscas ficaram impedidas de entrar e sair livremente, desse jeito, não puderam depositar ovos e, consequentemente, não surgiram larvas.

Com isso, a dedução de Francesco Redi foi confirmada e a sua hipótese, aceita.

Temos uma videoaula sobre esse assunto. Veja abaixo!

Conclusão

O experimento de Redi foi muito importante para descartar a teoria da abiogênese.

Isso porque ele provou através de um experimento criterioso, evidências científicas de que os “vermes”, como eram chamados, surgiam de ovos colocados por moscas.

Mais tarde Pasteur e Spallanzani também contribuíram para derrubar de vez a teoria da geração espontânea com seus experimentos.

Espero que você tenha entendido o experimento de Redi, caso tenha ficado com alguma dúvida…

Basta me procurar lá no meu instagram.

Caso te interesse, aqui no Biologia Digital temos também um artigo sobre a formação da terra, veja abaixo:

LEIA MAIS: Entenda como se deu a formação da Terra [Guia Completo]

E compartilhe esse artigo!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com