Telescópio Hubble observa raios enigmáticos nos anéis de Saturno 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Telescópio Hubble observa raios enigmáticos nos anéis de Saturno. O Observatório identificou a estrutura brilhosa girando junto com os anéis do gigante gasoso.

Cabe ressaltar, que esse registro foi feito pelo telescópio Hubble através de uma imagem composta que foi obtida pelos cientistas no dia 22 de outubro deste ano.

Além disso, o registro tem uma pegada clássica por ter sido produzida pelo telescópio Hubble que foi capaz de detectar essas estruturas conhecidas como “raios de anel”.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Telescópio Hubble observa raios de anel

Vale destacar, que esses raios de anel, para quem ainda não conseguiu perceber, são aquelas estruturas que aparecem mais internamente na faixa mais clara dos anéis de Saturno.

Dessa maneira, esses raios de anel são semelhantes a impressões digitais e aparecem distorcidas como é possível observar na imagem a seguir.

Na imagem é possível observar os raios de anel (Spokes). Foto: NASA, ESA, STScI, Amy Simon (NASA-GSFC)

Além do mais, é importante dizer que essas estruturas misteriosas aparecem de maneira sazonal ou transitória girando junto com os anéis de Saturno.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Inclusive, esses raios de anel são mais propensos a surgirem no equinócio de Saturno.

Como essas estruturas são formadas?

E isso responde a pergunta sobre como são formados os raios de anel.

Desse jeito, esses raios de anel são formados mais facilmente no equinócio de Saturno que é o momento quando o planeta e seus anéis apresentam uma orientação ou inclinação mais favorável a receber os ventos solares.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Assim, a interação dos ventos solares com o campo magnético de Saturno faz com que surjam esses raios de anel brilhantes e misteriosos.

E essa é justamente a explicação dada pela cientista Amy Simon, do programa Outer Planets Atmospheres Legacy (OPAL) da NASA, que utiliza o Hubble para investigar e monitorar a condição climática dos planetas gasosos do sistema solar.

Então para Simon, o surgimento desses raios enigmáticos nos anéis de Saturno estão relacionados à interação dos ventos solares com o forte campo magnético de Saturno.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Os raios de anel já foram observados por outros instrumentos

Vale destacar, que além do telescópio Hubble, as sondas Voyager 2 e Cassini já observaram essas estruturas brilhosas nos anéis de Saturno.

Desse jeito, a Voyager 2 observou pela primeira vez os raios de anel em 1981 e depois essas estruturas foram observadas diversas vezes pela Cassini, que investigou o planeta Saturno entre os anos de 2004 e 2017.

Leia abaixou outro conteúdo do Biologia Digital: Marte pode ser mais ativo do que se pensava

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com