O planeta 9 existe? Segundo cientistas este mundo pode estar escondido no limite do Sistema Solar 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Foto: Ilustração de um planeta (Canva)

O Planeta 9 existe mesmo ou seria apenas uma ficção científica?

Muitas vezes chamado de “Nibiru” ou “Planeta X” por crenças pseudocientíficas, este mundo seria o nono planeta que estaria localizado além da órbita de Netuno.

Sendo assim, ele seria um objeto transnetuniano, portanto, localizado no Cinturão de Kuiper, entre 30 e 50 unidades astronômicas do Sol.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

OBS: Para quem não sabe, uma unidade astronômica (ua) é baseada na distância média da Terra até o Sol.

Além disso, vale ressaltar que esses objetos transnetunianos são resíduos da formação do sistema solar, em sua maioria são rochas congeladas e planetas anões.

Dessa forma, acredita-se que o suposto planeta 9 esteja localizado neste Cinturão de Kuiper, interferindo na órbita dos outros objetos transnetunianos.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Assim, além de fazer parte da cultura pop, este mundo distante também é objeto de estudo de cientistas.

Com isso, de acordo com um estudo recente de pesquisadores japoneses, o planeta 9 pode realmente existir. 

Se o planeta 9 existe, onde está localizado e a que distância de nós?

Os pesquisadores Patryk Lykawka e Takashi Ito, da Universidade Kindai, acreditam na existência de um planeta congelado no limite do Sistema Solar, no Cinturão de Kuiper.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

E ainda de acordo com esses pesquisadores, este planeta pode ter mais de três vezes a massa da Terra e pode estar a cerca de 500 unidades astronômicas.

E para efeito de comparação, o planeta anão Plutão, que todos nós sabemos que é bastante distante de nós, está a 40 unidades astronômicas.

Assim, fica fácil de entender o quão distante este suposto planeta 9 está de nós.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Além do mais, os cientistas deste estudo preveem a existência do planeta 9 por causa dos efeitos gravitacionais que ele causa em outros objetos transnetunianos.

Com isso, ao serem afetados, esses objetos passam a exibir órbitas inclinadas.

No entanto, esses pesquisadores japoneses tentam manter cautela e garantem que mais estudos precisam ser feitos para ampliarmos o nosso conhecimento do Cinturão de Kuiper.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Desse jeito, somente assim saberemos com exatidão se existe ou não esse suposto planeta 9 além da órbita de Netuno.

Veja abaixo os artigos mais recentes do Biologia Digital:

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com