Pesquisadores desenvolveram uma IA capaz de detectar vida fora da Terra

Um dos grandes desafios dos cientistas na procura por vida alienígena ou resquício dela, é tentar distinguir sua origem.

Isso porque moléculas orgânicas já podem ser produzidas em laboratório, como é o caso de uréia e diversas proteínas.

Com isso, caso encontremos biomoléculas precisamos ter a certeza se esta foi gerada por um processo biológico ou de maneira natural, ou seja, ao acaso, de forma não biológica.

Digo isso, porque na Terra primitiva, acredita-se que proteínas e outras moléculas orgânicas foram produzidas aleatoriamente por tentativas químicas e depois deu origem à vida por evolução química.

Tendo em vista esta dificuldade de determinar a origem de certas moléculas, encontradas muitas vezes em cometas e asteróides e até mesmo em Marte, cientistas da Carnegie Institution, criou um modelo de IA para analisar a origem de determinadas biomoléculas fora da Terra e detectar vida extraterrestre.

Pesquisadores desenvolveram uma IA capaz de detectar vida fora da Terra: O algoritmo foi treinado com células vivas e outros materiais

Para conseguir detectar vida alienígena, o algoritmo foi treinado com células vivas e alguns materiais, como:

  • Produtos químicos produzidos em laboratório;
  • Meteoritos;
  • Fósseis.

A partir da aprendizagem de máquina, a IA foi capaz de discernir entre materiais de origem biológica e não biológica em até 90% das vezes.

Embora o resultado tenha sido bem avaliado, os pesquisadores não sabem ao certo como o algoritmo funciona. De todo modo, o estudo foi publicado na revista PNAS.

Essa IA pode detectar vida alienígena?

Além disso, segundo Robert Hazen, coautor do estudo, o algoritmo será capaz de detectar vida de outro mundo, mesmo que esta seja muito diferente da vida como nós conhecemos aqui da Terra.

Isso porque, essa Inteligência Artificial procura por padrões de distribuição molecular normalmente característico de moléculas funcionais que a vida demanda.

Assim, a vida fora da Terra pode apresentar outros biomarcadores, diferentes dos existentes no nosso planeta, como: aminoácidos e DNA.

No entanto, a química da vida acaba seguindo padrões ou regras bem diferentes das existentes no mundo inorgânico.

Dessa forma, ele será capaz de dizer se uma bioassinatura encontrada é da Terra, de outro planeta ou se apresenta uma origem não biológica.

Veja mais artigos do Biologia Digital que podem ser úteis para você.