Pesquisadores descobrem nova técnica para encontrar oceanos e vida em exoplanetas

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Pesquisadores do Reino Unido descobriram uma nova técnica de encontrar oceanos de água líquida e, quem sabe, até vida em exoplanetas.

Vale destacar, que a procura por vida em outros mundos, primeiro, passa pela detecção de água líquida, já que a vida como nós conhecemos precisa dessa substância para surgir e se estabelecer.

Além do mais, com o surgimento de novas tecnologias e instrumentos, como o telescópio espacial James Webb, novas estratégias têm surgido para detectar água líquida em mundos distantes.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Técnica de detecção de água líquida com base no CO2

Cabe ressaltar, que os astrônomos ainda não possuem ferramentas para realizar uma detecção direta de oceanos ou até mesmo vida em planetas fora do sistema solar.

No entanto, o que pode ser feito com os recursos que temos é a identificação de moléculas de água na atmosfera dos exoplanetas através da técnica de espectroscopia.

Além disso, também é possível analisar se a atmosfera de um determinado planeta fora do sistema solar, apresenta ou não CO2 em sua atmosfera.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Dessa forma, dependendo das quantidades existentes desse gás na atmosfera de um exoplaneta, podemos supor a existência tanto de oceanos de água líquida como de vida nesse mundo.

Como a presença de CO2 pode determinar a existência de oceanos

De acordo com cientistas da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, quando um exoplaneta possui pouco CO2 em sua atmosfera ou menos quantidades desse gás com relação aos planetas vizinhos, isso pode indicar a presença de vastos oceanos de água líquida.

Dessa maneira, os pesquisadores acreditam que os oceanos são os grandes responsáveis por absorver esse CO2 atmosférico, que se dissolve nesses oceanos ao longo do tempo e também vai sendo retido na crosta através do tectonismo.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Um exemplo disso é o que acontece aqui no nosso quintal cósmico, no sistema solar.

A Terra possui 0,04% de dióxido de carbono atmosférico, enquanto Marte e Vênus, que não apresentam oceanos sobre suas superfícies, ambos apresentam mais de 95% de CO2 em suas atmosferas comparados ao nosso planeta.

Desse jeito, a observação de um exoplaneta terrestre com baixas quantidades de CO2 em sua atmosfera, pode indicar a presença de oceanos de água líquida sobre sua crosta.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

E a detecção das quantidades de CO2 é um processo simples já que esse gás absorve de maneira eficiente a luz infravermelha, sendo fácil a detecção dessa substância pelo JWST, por exemplo.

Inclusive, o telescópio James Webb detectou há pouco tempo, traços de dióxido de carbono (CO2) e metano (CH4) na atmosfera de K2-18b, um exoplaneta com 8,6 vezes mais massivo que a Terra e que fica a cerca de 120 anos-luz de distância de nós.

E essa bioassinatura pode ser um forte indício da existência de vastos oceanos e até mesmo de vida neste exoplaneta.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

O CO2 também pode ser captado por formas de vida

Outra explicação para a redução de CO2 atmosférico é quando ele é captado por formas de vida. Isso mesmo!

Aqui na Terra, por exemplo, além dos oceanos e crosta terrestre, organismos fotossintetizantes e moluscos são capazes de captar o CO2 para realizar seus processos biológicos.

E inclusive, em nosso planeta, 20% da captura do carbono ocorre por mecanismos biológicos.

Então a observação de um exoplaneta com baixo índice de CO2 pode indicar a presença tanto de oceanos de água líquida quanto de seres vivos!

Leia outro artigo do Biologia Digital: Núcleo da Terra sofre oscilações a cada 8,5 anos, afirma estudo

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com