Nível do Guaíba começa a diminuir em Porto Alegre: O que isso significa para a Cidade?

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Depois de alcançar o preocupante nível de 5,25 metros, o Lago Guaíba em Porto Alegre começa a dar sinais de recuo.

Esta situação crítica afetou milhares de pessoas, causando inundações em diversas regiões da cidade. 

Neste artigo, vamos entender o que está acontecendo e o que esperar nos próximos dias quanto à drenagem da água da chuva.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Imagem: Wesley Santos/Reuters

O ponto crítico: 5,25 metros

Na última terça-feira, o Lago Guaíba atingiu seu nível máximo de 5,25 metros, segundo o Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). 

Este nível causou transbordamentos que inundaram ruas e bairros inteiros, afetando principalmente as regiões Norte, Central e Sul da cidade. 

Locais importantes como o aeroporto Salgado Filho e a estação rodoviária foram severamente impactados.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Milhares de moradores tiveram que evacuar suas casas devido à inundação. A prefeitura informou que 13,9 mil pessoas estão atualmente abrigadas em 155 locais de acolhimento. 

A situação exigiu uma resposta rápida e coordenada para garantir a segurança e o bem-estar dos afetados.

Previsões hidrológicas: Uma esperança de alívio

De acordo com o hidrólogo Fernando Fan, professor do IPH, os modelos hidrológicos indicam que o nível do Guaíba deve estabilizar em torno de 5,20 metros, com uma tendência de queda gradual a partir desta quarta-feira. 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) confirmou essa previsão, relatando que a medição variou entre 5,23 e 5,20 metros ao longo de 12 horas, atingindo 5,19 metros na manhã de quarta-feira.

Embora o nível do Guaíba ainda esteja acima da cota de inundação de 3 metros, a expectativa é que a água comece a recuar das áreas inundadas. Isso porque a água está retornando ao lago através das mesmas drenagens e canalizações pelas quais entrou. 

Além disso, assim que o nível permitir, as casas de bombas serão religadas para acelerar o processo de drenagem.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Impacto e medidas futuras

A situação, no entanto, ainda exige cautela. Apesar da previsão de queda no nível das águas, existe a possibilidade de mais chuvas até o final do mês, o que pode trazer novas instabilidades. 

Sendo assim, a cidade precisa se preparar para possíveis novas emergências.

Por isso, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) de Porto Alegre está monitorando as 23 casas de bombas na cidade. 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

O funcionamento adequado dessas instalações é crucial para a drenagem eficiente das áreas inundadas. 

Leia mais: Ondas fortes e frio intenso: Lago Guaíba invade casas e provoca evacuação em Porto Alegre

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Rafaela Lucena é uma farmacêutica e redatora apaixonada pelo mundo do bem-estar, astronomia e tecnologia. Combinando sua paixão e conhecimento, ela escreve artigos envolventes e informativos para o Biologia Digital, inspirando nossos leitores a explorar esses fascinantes temas. Para trocar ideias ou colaborar, entre em contato pelo e-mail: rafaeladelucena@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *