James Webb pode detectar vida em Proxima b?

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

O Telescópio James Webb pode detectar vida em proxima b?

Nos últimos meses temos visto as incríveis imagens feitas pelo mais novo observatório espacial da NASA.

O James Webb, ou JWST (sua sigla em Inglês), é um supertelescópio que é capaz de enxergar o universo no comprimento de luz infravermelha.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

O objetivo o JWST é ajudar os astrônomos a entenderem melhor a origem e evolução do universo ao registrar objetos cósmicos distantes.

Mas será que o James Webb também pode ser útil na busca por vida em exoplanetas como o proxima b?

É sobre isso que quero falar com você nesse artigo aqui! Então vem comigo!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Proxima b planeta habitável?

O Proxima Centauri b é um exoplaneta que se encontra na zona habitável de sua estrela hospedeira, a Proxima Centauri.

Portanto, não podemos descartar a chance deste mundo abrigar alguma forma de vida.

O exoplaneta fica cerca de 4,2 anos-luz de distância da Terra.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Logo é o exoplaneta mais próxima de nós dentro da zona habitável.

Veja as características de Proxima b

Por estar dentro da zona habitável, os cientistas suspeitam que o Proxima Centauri b pode apresentar fontes de água líquida.

Além disso, o Proxima b é um exoplaneta rochoso e, com isso, bastante semelhante ao nosso planeta.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Veja as principais características desse mundo fora do sistema solar:

  • Proxima b distancia – 4,2 anos-luz de distância de Terra;
  • Proxima b temperatura – (-39ºC);
  • Proxima b massa – apresenta uma massa cerca de 27 maior do que a da Terra;
  • Proxima b planeta habitável – sim, por estar dentro da zona habitável da sua estrela hospedeira, a Proxima Centauri;
  • Órbita do Proxima b – 11 dias.

Além disso, vale destacar, que os cientistas desconfiam que o Proxima b não tenha atmosfera.

Isso porque o exoplaneta se encontra muito próximo de sua estrela, cerca de 7 Milhões de KM.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

A esta distância é provável que o exoplaneta sofra com ventos solares que impedem a presença de uma atmosfera.

No entanto, os cientistas sabem que ter atmosfera também depende de outros fatores como um campo magnético forte e atividade vulcânica.

Além disso, é provável que devido a força gravitacional o Proxima b não tenha rotação.

Dessa forma, ele se encontra sempre com a mesma face voltada para a sua estrela hospedeira, em uma rotação sincronizada.

Por isso, os pesquisadores precisam obter muitas informações novas a respeito desse exoplaneta.

James Webb pode detectar vida em Proxima b?

Apesar de não ser seu principal objetivo, o James Webb pode ajudar de forma indireta no estudo de exoplanetas.

Vale lembrar que recentemente o JWST fez importantes descobertas envolvendo exoplanetas.

Inclusive temos artigos sobre o assunto aqui no Biologia Digital.

LEIA MAIS:James Webb detecta dióxido de carbono em exoplaneta pela primeira vez

LEIA MAIS:James Webb fez primeira imagem de um exoplaneta

Com os seus instrumentos poderosos que operam na luz infravermelha…

O James Webb pode fornecer dados importantes para os cientistas sobre a atmosfera do Proxima b, caso ele tenha uma.

Além disso, também saberemos se ele tem ou não fontes de água líquida.

Com todas essas informações em mãos, estaremos mais perto de saber se o Proxima b abriga ou não vida como nós conhecemos.

Conclusão

Se o James Webb pode detectar vida em Proxima b, saberemos em breve!

Porém, já estamos conhecendo a capacidade do supertelescópio da Nasa através de suas incríveis descobertas.

Fiz um vídeo sobre o assunto lá no meu canal!

Receba os novos conteúdos do blog no seu telegram, para isso acesse o nosso canal: https://t.me/professorleandrosinis

Você pode me seguir lá no Instagram.

Compartilhe o artigo nas redes sociais.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com