James Webb detecta exoplanetas massivos a 133 anos anos-luz da Terra 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

James Webb detecta exoplanetas massivos a 133 anos anos-luz da Terra. Utilizando dados do Telescópio espacial James Webb, astrônomos descobriram quatro exoplanetas massivos orbitando um sistema a 133 anos luz de distância da Terra.

Além disso, esses quatro mundos maciços distantes  apresentam órbitas muito amplas, o que é considerado raro pelos cientistas.

Vale destacar que estes exoplanetas orbitam a estrela hospedeira conhecida como HR 8799, que é considerada bastante jovem, tendo uma idade de cerca de 30 milhões de anos.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

É importante ressaltar que os resultados desta pesquisa vão ser publicados no periódico científico Astronomy and Astrophysics.

James Webb detecta exoplanetas no sistema HR 8799

É importante destacar que embora tenham sido identificados com precisão pelo telescópio espacial James Webb, há 15 anos atrás os astrônomos já haviam detectado três dos quatro exoplanetas desse sistema planetário.

No entanto, de acordo com as observações anteriores, os pesquisadores chegaram a criar uma hipótese que sugeria que estes exoplanetas pudessem ser anãs marrons, que são objetos cósmicos subestelares sem a massa suficiente para sustentar uma fusão nuclear.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Sistema planetário HR 8799

De acordo com o estudo, a estrela hospedeira HR 8799 tem 1,5 vezes a massa do nosso sol e é cinco vezes mais luminosa do que a nossa estrela.

Além disso, este sistema planetário é considerado jovem pelos astrônomos, tendo cerca de 30 milhões de anos.

E isso é bem interessante porque pode ajudar os astrônomos a compreender um pouco o processo de formação dos exoplanetas que orbitam esta estrela Hospedeira.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Ainda, os exoplanetas identificados do sistema HR 8799 são:

  • HR 8799 b;
  • HR 8799 c;
  • HR 8799 d;
  • HR 8799 e.

Veja informações resumidas desses quatro exoplanetas massivos:

  • Estes 4 exoplanetas possuem massas entre 5,7 e 9,1 vezes a do planeta Júpiter;
  • E a distância destes mundos para a sua estrela hospedeira é de cerca de 16 a 71 unidades astronômicas (UA), sendo 1 UA algo entre 150 milhões de quilômetros;
  • Os quatro exoplanetas possuem raios de aproximadamente 1,2 vezes do planeta Júpiter;
  • As órbitas desses planetas são de aproximadamente 45 a 460 anos, considerado algo incomum pelos astrônomos;
  • As temperaturas destes exoplanetas são de 627 graus Celsius a 1027 graus Celsius;

O Telescópio espacial James Webb analisou a atmosfera desses exoplanetas

Através do seu instrumento conhecido como MIRI, que detecta o comprimento de luz infravermelho médio, o telescópio James Webb analisou as atmosferas desses quatro exoplanetas.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Dessa maneira, o super telescópio conseguiu identificar água  e CO na atmosfera desses quatro exoplanetas, existindo também a possibilidade da existência de metano nesses mundos.

Confira abaixo mais conteúdos do Biologia Digital:

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com