Impacto da Grande Bolha de Água Quente no Pacífico no Comportamento do El Niño

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Uma misteriosa bolha de água quente detectada no oeste do Pacífico está gerando um comportamento inesperado no fenômeno El Niño deste ano, de acordo com informações do The Washington Post.

Neste artigo do Biologia Digital, vamos falar sobre o comportamento, localização e os efeitos desse evento.

Foto: Reprodução/ Climate.gov/NNVL

Localização, comportamento e efeitos

Localizada no centro-oeste do Pacífico, próxima à Linha de Data Internacional, esta bolha tem intrigado especialistas, como apontado por Paul Roundy, professor de ciências atmosféricas da Universidade de Albany, em declaração ao jornal.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Inclusive, o El Niño, normalmente associado ao aquecimento no Pacífico tropical oriental, está apresentando padrões atmosféricos atípicos neste ano, conforme observou Todd Crawford, meteorologista da consultoria Atmospheric G2.

A explicação dos especialistas e consequências climáticas

Enquanto o El Niño tradicionalmente aquece o ar sobre o Pacífico tropical oriental, o fenômeno atual parece estar gerando correntes ascendentes no oeste do Pacífico, suprimindo o movimento ascendente usualmente observado lá.

Dessa forma, essa condição está associada a uma maior ocorrência de chuvas tropicais no oeste do Pacífico, causando um efeito de secagem mais a leste, como explicado por Roundy.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Possíveis causas e impactos

Com isso, os especialistas sugerem que este comportamento anômalo pode ser resultado dos efeitos persistentes de eventos La Niña anteriores e do aquecimento dos oceanos devido às mudanças climáticas.

Assim, o Serviço Meteorológico Nacional prevê a persistência de condições de El Niño durante o inverno do Hemisfério Norte, com potencial para impactos significativos, embora não seja garantido.

Expectativas para o inverno

Apesar da interferência da bolha quente, ainda são esperadas condições típicas de El Niño neste inverno, com possíveis mudanças conforme a temporada avança, como destacou Roundy.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leia mais: Desidratação da Estratosfera: Uma Solução Contra as Mudanças Climáticas

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *