Febre Oropouche: O que é, transmissão, sintomas e tratamento. Qual a diferença da dengue?

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Você já ouviu falar da Febre Oropouche? Essa doença apresenta sintomas muito semelhantes ao da dengue e também é transmitida por um mosquito.

Surtos de dengue e aumento no número de casos da febre oropouche nos primeiros meses do ano, principalmente em municípios de Rondônia, chamaram atenção das autoridades.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a febre oropouche vem se disseminando pelo país e já conta com 5102 casos, sendo 1528 em Rondônia e 2947 na região amazônica.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Outros estados afetados pela doença são: Acre, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima e Santa Catarina.

Então, para te ajudar a diferenciar os sintomas de ambas as doenças, irei te apresentar o modo de transmissão, os sintomas e as formas de tratamento disponíveis. Me acompanhe!

Como a febre Oropouche é transmitida?

Foto: Reprodução / Mosquito Culicoides paraensis

Como te disse no início do artigo, a febre oropouche também é transmitida por um mosquito. Tanto ela, quanto a dengue são arboviroses.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Mas, você sabe o que é uma arbovirose?

Bem, o conceito é bem simples! Arbovirores são doenças causadas por vírus e transmitidas por mosquitos, ou seja, são transmitidas por mosquitos infectados por vírus.

No caso da febre oropouche, o vírus em questão é o  Orthobunyavirus oropoucheense (OROV) que é transmitido pelo mosquito Culicoides paraensis, também conhecido como maruim.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Esse mosquitinho é cerca de 20 vezes menor que o Aedes aegypti! 

Mas, o Orthobunyavirus oropoucheense também pode infectar outros mosquitos e cientistas estão buscando saber se o Aedes aegypti também pode ser um portador deste vírus.

Sintomas da Febre Oropouche

Os sintomas da dengue e da febre oropouche são bastante semelhantes. O sintomas em comum são os seguintes:

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
  • Febre alta (acima de 38°C)
  • Dor no corpo e articulações
  • Dor atrás dos olhos
  • Mal-estar
  • Falta de apetite
  • Dor de cabeça
  • Manchas vermelhas no corpo
  • Diarreia

Mas, na febre oropouche não há evolução para sintomas graves como no caso da dengue hemorrágica. 

Diagnóstico da doença

Primeiramente, na busca de diferenciação entre a dengue e a febre oropouche é realizado teste para a dengue.

Em seguida, em caso negativo, é realizada uma avaliação clínica e epidemiológica para avaliar a presença de casos da doença na região.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Prevenção e tratamento da doença

Antes de mais nada, é preciso evitar regiões de mata fechada. Caso você tenha que frequentar uma região como essa, coloque roupas longas e aplique repelente.

Também, evite deixar água parada em qualquer recipiente dentro ou fora de casa, pois essa prática pode levar a proliferação de mosquitos.

Outra medida interessante é colocar mosquiteiros nas janelas para impedir a entrada dos transmissores e ainda manter a casa ventilada.

Já com relação ao tratamento, é indicado repouso absoluto, muita hidratação e fazer uso dos medicamentos indicados pelo seu médico, o que geralmente inclui o uso de antitérmicos e analgésicos.

Leia mais: Conheça a história de Opal Sandy: Menina surda que voltou a ouvir graças a terapia genética revolucionária

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Rafaela Lucena é uma farmacêutica e redatora apaixonada pelo mundo do bem-estar, astronomia e tecnologia. Combinando sua paixão e conhecimento, ela escreve artigos envolventes e informativos para o Biologia Digital, inspirando nossos leitores a explorar esses fascinantes temas. Para trocar ideias ou colaborar, entre em contato pelo e-mail: rafaeladelucena@gmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *