Cientistas descobrem registro de pegadas humanas com o uso de calçados de 150 mil anos

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Foto: Charles Helm

Pesquisadores descobriram pegadas humanas que revelam o possível uso de calçados há 150 mil anos atrás.

As pegadas foram identificadas na Cidade do Cabo, na África do Sul, e provavelmente deve ser o registro mais antigo do uso de sandálias pelos seres humanos.

Isso porque de acordo com a composição das rochas e sedimentos da região onde foram feitos esses registros, é provável que as pegadas tenham cerca de 73 a 148 mil anos de idade. 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Dessa forma, se for confirmada a idade dessas pegadas, possivelmente será a prova de que os seres humanos já utilizavam algum tipo de calçado durante a Idade da Pedra. 

Por que podem ser pegadas humanas e não de qualquer outro animal?

Os pesquisadores acreditam que são de fato pegadas humanas devido ao formato destas indicarem o uso de uma espécie de sandália ou calçado.

Isso porque não existe o indício ou marca de dedos, além do formato do calcanhar ser arredondado.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Além do mais, na superfície do chão onde foram encontradas essas pegadas, também dá pra notar uma marca característica de uma espécie de fivela ou algum ponto para fixar a sola do chinelo antigo.

Dessa forma, os estudiosos acreditam que esses calçados eram principalmente utilizados por adultos exploradores.

A utilização desse material era fundamental, visto que os antigos humanos que não utilizavam algum tipo de sandália, machucavam os seus pés com bastante frequência.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Mais análises e estudos devem ser feitos

Mesmo com um forte indício de que essas pegadas sejam mesmo humanas, mais estudos precisam ser realizados.

Isso porque erros nas análises podem ser muito comuns, como o que ocorreu no final do século XIX nos Estados Unidos, no estado de Nevada.

Onde na ocasião os pesquisadores confundiram pegadas feitas por preguiças com as de humanos.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

De todo modo, caso seja realmente confirmado que essas pegadas datam de 73 mil a 148 mil anos serão os registros mais antigos de pegadas produzidas por seres humanos.

Isso porque até o momento o recorde é de uma criança grega que deixou marcas de suas pegadas a cerca de 130 mil anos atrás.

Veja os conteúdos mais recentes do Biologia Digital:

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com