5 animais anfíbios e suas características mais marcantes

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Os animais anfíbios são vertebrados da classe Amphibia e possuem vida dupla, passando parte da vida no ambiente aquático e outra no ambiente terrestre.

Além disso, são reconhecidas cerca de 7 mil espécies distribuídas no mundo inteiro, menos na Antártida.

Somente, no Brasil, existem mais de 900 espécies espalhadas por todo o nosso território, todas de pele úmida, vivendo escondidas embaixo de folhas ou próximo da água.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Animais anfíbios características

O anfíbios pertencem a classe Amphibia, distribuídos pelas ordens: Anura, Urodela e Gymnophiona;

Além disso, apresentam um vida dupla, com sua fase larval vivendo em ambiente aquático e a fase adulta em ambiente terrestre.

Vale ressaltar, que os anfíbios precisam do ambiente aquático para postura dos ovos, já que estes não possuem casca. Com isso, a forma larval respira por meio de brânquias. 

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Ainda, o coração desses animais possuem três câmaras, sendo dois átrios e um ventrículo.

Além do mais, os anfíbios são ectotérmicos, dependendo de fontes de calor do ambiente para regularem a temperatura de seus corpos.

E a respiração desses bichos acontece por meio da pele (respiração cutânea), que precisa estar úmida para permitir as trocas gasosas.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

A grande maioria desses animais se reproduzem por meio de ovos, ou seja, são ovíparos.

Animais anfíbios exemplos

Veja agora 5 animais anfíbios de aspectos distintos e interessantes da classe Amphibia, que vão alegrar seu dia.

Sapos

Foto: Canva Pro

Os sapos são anfíbios da Ordem Anura e família Bufonidae. Esses animais apresentam pele rugosa que é repleta por glândulas parotoides, que desempenham um papel de defesa.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Além disso, como não são muito de nadar, suas patas apresentam menos membranas interdigitais.

Deste jeito, vivem mais comumente em regiões úmidas, mas não necessariamente aquáticas, podendo viver embaixo de folhas, na serapilheira de florestas, estratégia importante para manter a umidade do corpo.

Rãs 

Foto: Canva Pro

As rãs também são pertencentes à Ordem Anura, porém fazem parte da família Ranidae.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Esses bichos apresentam uma pele mais lisa e vivem perto de regiões com água, estratégia importante para a postura de ovos, visto que a fase larval necessita de um ambiente aquático para se desenvolver.

Assim, apresentam membranas interditas maiores, importantes para a locomoção no ambiente aquático e possuem grandes pernas e fortes.

Pererecas

Foto: Canva Pro

Assim como as rãs e os sapos, as pererecas também são da Ordem anura, no entanto podem estar distribuídas em três famílias: 

  • Phyllomedusidae;
  • Pelodryadidae;
  • Hylidae.

Normalmente as pererecas apresentam olhos grandes e proeminentes,  pernas longas,  que facilitam o salto.

Além disso, devido à presença de membranas interdigitais desenvolvidas, o salto desses animais são estabilizados, permitindo esses animais planarem no ar.

Ainda,  na ponta do dedo desses animais existem ventosas, que ajudam esses animais a aderirem em paredes e árvores, por exemplo.

Salamandras

Foto: Canva Pro

As salamandras são animais anfíbios pertencentes à ordem urodela e diferentemente dos anuros possuem caudas e corpos alongados.

Cobras-cegas

Foto: Canva Pro

As cobras cegas ou também conhecidas como cecílias são da Ordem Gymnophiona.

Esses bichos apresentam o corpo cilíndrico e alongado e não apresentam patas locomotoras.

Dessa maneira, muitas vezes são confundidos com minhocas ou serpentes.

Um fato curioso, é que esses animais anfíbios apresentam olhos pouco desenvolvidos capazes  apenas de perceber estímulos luminosos

Além disso, esses animais apresentam uma cabeça bastante ossificada e resistente que serve para escavar, já que vivem em túneis debaixo da terra. 

Confira abaixo outros conteúdos do Biologia Digital que podem ser relevantes para você:

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Leandro Sinis, além de ser o CEO do Biologia Digital, traz consigo uma bagagem valiosa como biólogo e divulgador científico, graduado pela renomada Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Sua paixão pela ciência e pelo compartilhamento do conhecimento o impulsiona a liderar esta plataforma com dedicação e expertise. Para entrar em contato com Leandro, envie um e-mail para: leandrocarsi89@gmail.com